domingo, 2 de outubro de 2011

Alemão, Alemão, Alemão ...

Olá pessoal, finalmente a segunda postagem =)
Então, agora já tem quase 2 meses que estou aqui, o curso intensivo de alemão já acabou e as aulas já estão para começar (dia 17 de Outubro). Confesso que estou um pouco apreensivo com a "real" volta às aulas, já tem 7 anos que terminei a faculdade, então nao sei como vai ser, bom, mas falo mais sobre o assunto em um outro post porque hoje quero falar sobre a Alemanha: lingua, povo e lugar.

Vamos lá, a lingua: eu sempre ouvia as pessoas dizendo que aprender alemão era muito difícil, que era uma lingua complicada e tudo mais, e eu pensava comigo: "Hm, será mesmo?! Existe esse negócio de língua difícil de aprender?!". Após quase 2 meses de curso intensivo posso dizer que, no momento, concordo com o resto do pessoal. Minha maior dificuldade é entender o que eles falam; claro que tenho muito pouco vocabulário e não sei toda a estrutura da língua ainda, mas ainda assim, ouvir acho que é meu ponto fraco com linguas novas, porque mesmo com o inglês eu ainda sofro às vezes, principalmente com os variados sotaques que se ouve por aqui. A gramática também é um desafio, muitas coisas diferentes do inglês e do português. A principal loucura (até o momento) é o esquema de artigos e os casos. Por exemplo, se você quer dizer "uma mesa" em portugues, seja em qualquer contexto, só há um jeito: "uma mesa" (ha!), mas em Alemão pode ser: "ein Tisch", "einen Tisch" ou "einem Tisch", dependendo do "caso". E mesa é masculino...para feminino o artigo é outro...Agora, para o artigo definido, no caso "a mesa", seria ou "der Tisch", "den Tisch" ou "dem Tisch". Nessas horas que vejo o quanto ingles é fácil: "the table" e pronto! =D Nada de gênero, nada de casos...Bom, a coisa vai longe, o adjetivo muda conforme o caso também, uma loucura. hahaha. 
Ah, tem o verbo na segunda posícão também!! Não pode escrever "Ontem eu fui ao médico", tem que ser "Ontem fui eu ao médico", o verbo sempre na segunda posícão...deve ser resultado de alguma brincadeira entre os "senhores criadores da lingua"! Pensaram: "hm, como a gente pode deixar a coisa mais estrita?! sabe como é, somos Alemães, todo mundo pensa que a gente é rígido, então vamos perpetuar a idéia" =P
Brincadeiras e ignorância (sim, eu não sei muito sobre), a língua é interessante e o esquema de casos permite você escrever as coisas de um jeito bem claro. Mas não importa, eu vou continuar fazendo piadas com as "bizarrices" que eu encontro =)

Falando agora sobre os Alemães em si. É engraçado, mas eles realmente se enxergam como um povo estrito, metódico e correto. De certa forma, o estereótipo se aplica, mas, na minha opinião, não é tanto assim não. Eles se referem à Alemanha como um lugar limpo, arrumado e onde as coisas funcionam. Por exemplo, mostrei uma foto de Blumenau para meu colega de apartamento e ele disse: "É, parece muito com a Alemanha: limpo, arrumado", hehe. Mas o fato é que não é bem assim não, aqui se ve muito lixo nas ruas também, boa parte das ruas é remendada, com poucos buracos, é verdade, mas nem de longe aquele primor que se espera (Roberto, você que ficou decepcionado com as fotos das ruas em Estocolmo, aqui não é diferente...). Claro que no geral, a aparência é mais bem cuidada do que nas cidades do Brasil. Além disso as construções antigas oferecem um certo charme ao lugar, além do estilo das casas, sem os muros altos e grades cercando-as, como, infelizmente, é no Brasil.
Ainda com relação ao fato de serem estritos, passei por uma situação interessante: fui a uma loja de coisas usadas (móveis, eletronicos, etc) para comprar uma TV. Já tinha ido lá uma vez, escolhido a TV (na minha mente, claro, nao deixei reservado) e estava voltando lá para finalizar a compra. Cheguei lá as 15h45, a porta estava aberta, alguns clientes ainda saindo da loja. No que vou entrando, uma mulher fala para mim que a loja está fechada. Ok, pensei: vou falar com o dono, que foi com quem eu tinha conversado no outro dia sobre a TV (preço, garantia, entrega, essas coisas). Falo pra ele: "vim pegar a TV que eu vi no outro dia" e ele: "15h45, estamos fechados" e eu, já incrédulo: "mas eu só vim pegar a TV!", ele: "volta amanhã", eu : "Amanhã eu não posso", ele: "Volta outro dia", hahaha. Saio de lá P da vida, é claro e obviamente não voltei lá para comprar a TV. Quem me conhece sabe que gosto das coisas feitas do jeito correto, mas bom-senso é sempre bem-vindo né, só porque o relógio diz 15h45 você deixa de realizar uma venda que ia durar no máximo 5 min?! Alemães...

Ah, o semáforo: ainda não entendi, mas tem pedestre que passa no sinal vermelho (alemães) e tem aqueles que brigam contigo se você passa quando está vermelho, mesmo que nenhum carro esteja vindo, hahaha.

Confesso que me surpreendi negativamente com alguns comportamentos, coisas que eu pensava que seriam diferentes por aqui. A coisa do lixo na rua realmente me incomoda, sinceridade não entendo...mesmo nos ônibus, às vezes tá uma sujeira no chão. Aqui também já vi criançada andando na rua ouvindo som alto no celular, haha. Tudo bem que foi uma vez, e não era funk, mas ainda assim...Outra coisa esquisita é que as pessoas andam (principalmente os mais novos) no ônibus com a bolsa ocupando o lugar do lado. Não importa se o busão ta cheio. A não ser que você peça para sentar, eles não tiram...Fui educado de maneira diferente (valeu pai e mãe =))

Mas no geral é um povo simpático. Às vezes você é cumprimentado na rua por desconhecidos e se você se pede, por exemplo, alguma informação, eles são muito atenciosos e solícitos. Um outro dia estava com o Christian (meu colega de ap), procurando um restaurante e já fazia um tempo que estávamos na busca, quando ele abordou dois alemães e pediu informação. Os caras tiraram o celular do bolso, caçaram no mapa e nos mostraram =). 

Bom, vou ficando por aqui. Parece que tá faltando foto, então vou colocar duas genéricas aqui. Uma para mostrar que aqui também faz calor, haha, de vez em quando: 


e uma outra de uma cidade chamada Speyer, que fomos visitar outro dia com o grupo de estudantes internacionais:



Era isso, abraço a todos, até a próxima.

3 comentários:

manoel disse...

Não fique decepcionado não meu filho. O ser humano é igual no mundo inteiro e o que interessa é o que você foi fazer ai. É como eu digo: "Tirando as coisas ruins ettá tudo bem!"
Manda ver!

Um grande abraço do seu pai.

Manoel

Luiz Scalercio disse...

nossa e muito lindo esse lugar
gostei que o seu pai falou ele tem
toda razão .aproveita tudo ai e muito bom pra vc ta.
oi gente se vcs tem duvida sobre assuntos
jurídicos da uma olhada no site da minha mulher.
http://www.analucianicolau.adv.br

Anônimo disse...

Cara, ser rígido com as regras faz com que ela funcione... se a pessoa se atrasa 5 minutos ela pode perder o trem que sai exatamente 15hxx e por aí vai. Provavelmente eles não acham que vão perder uma venda pq eles não acham que estão errados.

Roberto